Dicas para ser selecionado no CLIPE da Casa das Rosas

Minha amiga Elaine Perrotte foi selecionada para o disputado CLIPE 2016 (Curso Livre de Preparação do Escritor). Quem é selecionado faz um curso gratuito de longa duração com aulas sobre escrita de ficção, na Casa das Rosas. Pra se inscrever é preciso mandar 5 páginas de texto de sua autoria e preencher uma ficha onde vão perguntar o que você já escreveu antes e qual sua intenção com o CLIPE. Como a edição de 2018 está com inscrições abertas até dia 16 de fevereiro, pedi pra Elaine mandar algumas dicas pra quem quer participar!

DICAS DA ELAINE PRA PASSAR NO CLIPE DA CASA DAS ROSAS

Elaine Perrotte, aluna do CLIPE 2016
Elaine Perrotte, aluna do CLIPE 2016
  • Seja você mesmo na hora de enviar o texto para seleção, não tente imitar o estilo de algum escritor da moda ou falar de um tema do momento só pra chamar atenção. Autenticidade e originalidade contam muito.
  • Há espaço para alunos de diversos estilos e históricos. As aulas são voltadas para gêneros de escrita diferentes, poesia, crônica, conto, então escreva realmente o que mais te agrada.
  • É um concurso concorrido, quando prestei eram cerca de 900 candidatos para 90 vagas. Portanto, trabalhe com cuidado na sua ficha de inscrição e no texto de amostra.
  • Eu tentei entrar duas vezes. Na primeira vez, só juntei alguns textos que eu tinha e enviei, acabei não passando. Na segunda vez, escrevi um texto especialmente para o concurso. Um texto que tinha meu estilo e minha cara. Mandei para alguns amigos lerem e o feedback foi muito bom, algumas pessoas até se emocionaram com ele. Daí senti segurança no texto e mandei, com ele acabei passando.
  • Mostre um pouquinho de cada coisa que você faz. Se você faz tanto poesia quanto crônica, mande uma amostra de cada. Os avaliadores vão sentir que você é capaz de transitar entre estilos.
  • Na ficha de inscrição mencione os textos que já produziu mesmo que não tenham sido publicados profissionalmente. Blogs, zines, páginas no medium, o mínimo de produção conta, mas tem que haver alguma coisa. O curso é pra quem já tem contato com escrita, seja por blogs e revistas literárias, seja sendo jornalista ou redator publicitário… seria bom que você mostrasse sua relação com a escrita na ficha de inscrição
  • Mostre que você tem intenções sérias com as aulas. O curso é completamente gratuito e por isso, os selecionadores querem ver o serviço dar retorno. Na ficha de inscrição eles perguntam qual projeto você quer fazer depois do curso, é importante que tenha um valor cultural e que se sinta que a comunidade vai receber um retorno desse investimento que está fazendo em você.
  • As aulas são muito boas e você vai conhecer um monte de gente com interesses em comum. Lá, eu encontrei as pessoas que mais tinham “a minha cara” na vida. Todos com a mesma vibe, o mesmo interesse, a mesma vontade de fazer e acontecer. Conheci muitos bons amigos e contatos pra projetos futuros, tanto que ao final do curso fizemos um livro com textos dos alunos, o Não pretendia criar discórdia, publicado pela própria Casa das Rosas. Esse grupo seguiu como o coletivo literário Discórdia com diversos projetos e encontros.

RESUMINDO: O curso é de graça, na Paulista, com aulas muito boas e você vai conhecer um monte de gente legal com o mesmo amor que você tem pela escrita. Não tem por que não tentar!

PARA SE INFORMAR SOBRE O CLIPE E SE INSCREVER CLIQUE AQUI

PRA LER OS TEXTOS DA ELAINE – LALAUNE PARA OS ÍNTIMOS – CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: